Governo de Goiás abre 3 mil novas vagas para CNH Social. Veja como se inscrever

Estão abertas as inscrições para 3 mil novas vagas do programa CNH Social. Podem participar pessoas acima de 18 anos, que saibam ler e escrever e tenham cadastro ativo nos programas sociais do governo federal (CadÚnico). Para se candidatar a uma das vagas, basta acessar o site www.detran.go.gov.br, clicar na aba “CNH Social” e preencher o formulário com as informações solicitadas.

Implantado pelo Governo de Goiás em 2019, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), o programa CNH Social oferece à população de baixa renda a oportunidade de obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), mudar ou adicionar a categoria da habilitação gratuitamente. De acordo com o presidente do Detran-GO, Marcos Roberto Silva, os interessados terão até 17 de março, para acessar o site do Detran-GO e realizar a inscrição.

Cada pessoa poderá se candidatar em apenas uma das modalidades do programa, dividido em Estudantil, Urbana e Rural. Nas duas primeiras etapas do programa, o Governo de Goiás investiu aproximadamente R$ 11 milhões (incluindo desembolso financeiro e isenção das taxas). Agora, a previsão é que sejam demandados investimentos de R$ 5,7 milhões.

Os contemplados recebem isenção de taxas como inclusão no Renach, Licença de Aprendizagem de Direção Veicular, agendamento de prova teórica, agendamento de exame prático, exame médico e psicológico. A pessoa com deficiência classificada dentro do número de vagas também se abstém de pagar pela junta médica. Por meio de parcerias com os Centros de Formação de Condutores (CFCs), são oferecidos ainda o curso teórico de legislação de trânsito, as aulas práticas de direção e até três retestes gratuitos.

Seleção

A lista com o nome dos classificados dentro do limite de vagas deve ser divulgada no dia 23 de março, exclusivamente, no site do Detran-GO. Por isso, pontua o presidente, é importante que os inscritos fiquem atentos para não correrem o risco de perder a oportunidade.

Do total de vagas abertas, 5% são destinadas às pessoas com deficiência. Para acompanhar a demanda apresentada nas edições anteriores, 85% das vagas serão para quem deseja obter a primeira habilitação, 9% para adição e 6% para mudança de categoria.

Fonte: Casa Civil

Foto: Reprodução

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.