Governo de Goiás

METROBUS - A serviço do cidadão

Procure o que você precisa:
Quarta, 13 de Novembro de 2019
Notícias
“É necessário uma reciclagem continuada do condutor”, salienta palestrante da Semana do Trânsito
17/09/2019 10h02 - Atualizado em 18/09/2019 08h54

Dando início à Semana Nacional de Trânsito, a Metrobus promove nesta quarta-feira (18/09) uma palestra que terá como tema a empatia no trânsito. Ela será ministrada pelo professor do Sest-Senat e especialista em trânsito, Márcio Barbosa Rodrigues, no Auditório da Empresa, às 13h30. O palestrante conversou com a equipe de comunicação da Metrobus e ressaltou sua expectativa e a importância dos colaboradores estarem presentes no evento: "É necessário a reciclagem continuada do condutor", pontuou reforçando a importância do condutor nunca achar que já sabe tudo.

Essa premissa do motorista almejar mais conhecimento é uma forma, inclusive, de promover um trânsito mais harmônico e seguro. O palestrante também pontua que deve-se trabalhar uma educação no trânsito ainda na juventude do brasileiro. "Trabalhar com o futuro condutor. Existe a necessidade de haver uma grade curricular que trate do assunto com a seriedade que merece", pontua.

Ele reforça que há também uma segunda etapa neste processo que é o de "formação do condutor", que não pode ter como foco "apenas na prova e na avaliação", mas deve formar um motorista que consiga dirigir "em condições adversas que irá enfrentar".

A palestra trará um enfoque bem comportamental, segundo o palestrante. Márcio explica que os condutores devem todo o tempo colocarem-se no lugar de quem está próximo à ele. "As pessoas teoricamente estão pouco preparadas para agirem como elementos do trânsito. A gente tenta fazer esse enfoque da maneira com que o motorista enxergue e seja enxergado no trânsito. Eu tenho que enxergar o tempo todo de estar do lado de lá", pontua.

Os números fazem com que exista a necessidade de uma mudança no comportamento. "As estatísticas elas não se reduzem a quantitativo de mortos no trânsito e o número de acidentes. Se percebe que um trabalho exclusivamente teórico não tem surtido efeito. Existe uma necessidade de um trabalho cultural, comportamental e social para termos condições de a médio e a longo prazo termos mudanças no trânsito", salienta.

É necessário então, "observar o trânsito enquanto cidadãos, humanos e pessoas", conclui. De fato, os dados preocupam: nos seis primeiros meses de 2019, foram quase 19 mil mortes no trânsito brasileiro, número que preocupa, apesar dos esforços do Governo Federal em diminuir em 50% a mortalidade, para o próximo ano em decorrência dos acidentes no trânsito. "É necessário uma mudança de comportamento. Uma propaganda mais efetiva quanto a isso pode ser positiva. Tem até uma frase que o Detran usa há tempos que ainda é válida: 'Se você muda, o trânsito muda'", conclui.

Serviço:

Palestra: Empatia no Trânsito
Local: Auditório da Metrobus (Sede operacional da empresa)
Data: 18/09
Horário: 13h30
Restrito à colaboradores da Metrobus

Sede Administrativa - Rua Patriarca, 299 Vila Regina CEP: 74.456-610 - Goiânia–GO

© Copyright 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento